Notícias

DME alerta para período de estiagem

Reservatórios já sentem os efeitos das poucas chuvas

Com a pouca incidência de chuvas nos meses de abril e maio, os níveis dos reservatórios do município já começaram a baixar. A Represa Bortolan, que atingiu o maior volume no mês de janeiro, começou a baixar no início de abril e encontra-se atualmente com 1,10 m abaixo da cota do vertedouro. Já a Represa do Cipó atingiu o maior volume no mês de março, começou a reduzir seu volume em maio, encontrando-se atualmente com 0,60 m abaixo da cota do vertedouro.

A Represa do Cipó possui um volume de 32 milhões de m³, sendo responsável por grande parte da captação realizada pelo Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE) para o abastecimento público. No mesmo período em anos anteriores, este reservatório ainda estava vertendo, ou seja, com a sua capacidade total de armazenamento.

A Represa Bortolan possui volume de 6,5 milhões de m³, correspondente a 20% da Represa do Cipó, e também tem apresentado o mesmo comportamento em comparação com o mesmo período nos anos anteriores.

Segundo o Diretor Superintendente da DME Energética, Marcelo Dias Loichate, para entender esses dados, basta analisar a quantidade de chuvas no ano de 2018, a qual se apresenta 18% inferior em relação a 2017, representando uma antecipação do período de seca para o município. 

Em 2018, no período de janeiro a maio, foram registrados 796mm de chuva na estação pluviométrica existente na Represa do Cipó, enquanto no mesmo período em 2017, foram 978mm. Somente nos meses de abril e maio deste ano choveu 78mm, sendo que no mesmo período em 2017 choveu 241mm.

“A previsão do tempo indica que nossa região deve permanecer com poucas chuvas até o final do inverno. Historicamente, nossos reservatórios começam a recuperar seu volume mais próximo ao fim do ano, quando as chuvas tendem a ser mais constantes”, explica Marcelo.

É sempre importante destacar que todos precisam colaborar, economizando no consumo de água e energia. Consumo racional, responsável e consciente devem-se tornar hábitos adotados no dia a dia. Por isso, a recomendação é o combate ao desperdício.

Quem Somos

As empresas do Grupo DME são: empresas públicas, ou seja, capital 100 % público; constituídas sob a forma de sociedade anônima, pois esta é a única forma societária que permite às empresas terem somente um acionista; e de capital fechado, ou seja, não poderão negociar seus valores mobiliários no mercado, constituídas nos termos da Lei Complementar Municipal n.º 111, de 26/03/2010.

 

Links

Boletim DME

Redes Sociais